UFRGS Escola de Engenharia Centro de Tecnologia

 
Estrutura de Char proveniente da combustão de carvões observada através de microscopia ótica de luz polarizada.
Avaliação de carvões para uso em PCI
O processo de injeção de carvão pulverizado nas ventaneiras de altos-fornos (PCI) tornou-se uma tecnologia consagrada para a diminuição do consumo de coque utilizado no alto-forno. Além das vantagens ambientais, a injeção de carvão trás como conseqüência uma diminuição dos custos de produção do ferro-gusa.

O LASID vem estudando, em parceria com empresas da área de mineração e siderurgia, as propriedades de carvões nacionais e importados e dos respectivos chars para a combustão em altos-fornos. Os estudos abrangem beneficiamento, caracterização, avaliação da reatividade e combustibilidade através de parcerias com o Laboratório de Processamento Mineral (LAPROM) do Centro de Tecnologia/UFRGS, Laboratório de Análises de Carvão do Instituo de Geociências/UFRGS, do Instituo Nacional del Carbon da Espanha e da Fundação de Ciência e Tecnologia (CIENTEC)do estado do Rio Grande do Sul.



Avaliação de carvões para a produção de coque
Para a fabricação do coque (processo de coqueificação) é necessário que o carvão mineral tenha propriedades coqueificantes, isto é, passe por um intervalo plástico onde o carvão amolece, incha e ressolidifica, transformando-se num material rico em carbono, poroso e resistente.

As propriedades dos carvões podem ser caracterizadas pelo LASID em conjunto com as citadas instituições a fim de se obter uma completa avaliação com vistas ao processo de injeção PCI e à coqueificação.



Estudo das propriedades e estruturas de coques para alto-forno
O coque para ter um bom desempenho no alto-forno deve apresentar propriedades físicas e químicas adequadas ao processo.

Para avaliação das propriedades de coques são necessários diversos testes normalizados realizados nas usinas siderúrgicas. Para estudos mais aprofundados das propriedades dos coques são realizados no LASID testes não rotineiros que podem ser correlacionados com a sua estrutura através de análise de microscopia ótica e eletrônica.

Estrutura de coque observada através de microscopia eletrônica de varredura.


Estrutura de coque observada através de microscopia ótica de luz polarizada.

Avaliação das propriedades de carvão para geração termelétrica
O LASID participa da “Rede Cooperativa de Pesquisa para Incremento da Utilização de Carvão Nacional na Geração de Energia Elétrica no Brasil” juntamente com empresas mineradoras, geradoras de energia, universidades, institutos de pesquisa e associações de classe da área de carvão mineral.

A participação do LASID é centralizada na avaliação da reatividade de carvões nacionais através de ensaios termogravimétricos.



Estudo das propriedades de calcários na combustão de carvão
O foco dos estudos do LASID com calcários tem sido na avaliação da reatividade de calcários da região Sul do Brasil como agente dessulfurante de gases de combustão de usinas termelétricas.



Caracterização do DRI do processo HyL
O ferro-esponja (DRI) oriundo do processo de redução direta HyL III com redutor gasoso tem sido caracterizado sob ponto vista químico e das fases de ferro presentes a fim de otimizar o seu uso no forno elétrico a arco da aciaria.


 
Copyright © 2001-2005 LASID. Todos os direitos reservados.
Centro de Tecnologia Escola de Engenharia Universidade Federal do Rio Grande do Sul